quinta-feira, 11 de junho de 2009

Alfabetização: Sequência Didática: Prática de Leitura







Hoje vou falar um pouco sobre Alfabetização, mais especificamente sobre Leitura, tenho uma turminha de 1º ano e gosto muito de trabalhar textos diversos com eles, além da Hora do Conto, ou da rodinha inicial, onde geralmente é o horário em que leio as histórias, gosto muito de trabalhar com parlendas, poemas ou músicas infantis no quadro. Vale a pena, é divertido, eles ficam empolgados pois acreditam que estão lendo de verdade e com o trabalho que é feito com o texto, se a atividade for frequente, logo começo a ver o resultado.


A revista Nova Escola junho/julho/2008 O QUE E COMO ENSINAR, traz um artigo muito bom para nós alfabetizadoras, situações didáticas de todas as áreas de ensino, do 1º ao 5º ano. Selecionei para postar no blog, uma da área de Língua Portuguesa, Leitura para o 1º e 2º ano, mas que também pode ser adaptada para a Educação Infantil, já trabalhei com meus alunos da Educação Infantil com está sequência didática, e o resultado foi muito satisfatório.



Sequência Didática : Prática de Leitura .


Objetivos:

  • Refletir sobre o funcionamento do sistema alfabético de escrita.
  • Acionar estratégias de leitura que permitam descobrir o que está escrito e onde (seleção, antecipação e verificação).
  • Estabelecer correspondência entre a pauta sonora e a escrita do texto.
  • Usar o conhecimento sobre o valor sonoro da letras (quando já sabido) ou trabalhar em parceria com quem faz uso do valor sonoro convencional (quando ainda não sabido).
Conteúdo:

  • Leitura na alfabetização inicial.
Anos: 1º e 2º .


Tempo Estimado:

  • Uma aula de 30 minutos em dias alternados aos de atividades de escritas, durante todo o ano.
Material Necessário:

  • Textos poéticos (parlendas, poemas, quadrinhas e canções).
Desenvolvimento:

  • 1ªetapa - Selecionar parlendas, poemas, quadrinhas e canções que considere interessantes. distribua uma cópia para cada estudante e leia com a classe. Para que os leitores não-convencionais participem da atividade, garanta que saibam o texto de cor.
  • 2ªetapa - Informe onde se inicie o texto e proponha que todos leiam juntos, acompanhando o que está escrito com o dedo enquanto cantam ou recitam. O desafio será ajustar o falado ao escrito.
  • 3ªetapa - Peça que procurem algumas palavras e socializem com o grupo as pistas usadas para encontrá-las. Faça com que justifiquem as escolhas e expliquem o procedimento para descobrir o que estava escrito. Nessas atividades são utilizados textos que já se sabe de cor para antecipar o que está escrito e letras e partes de palavras conhecidas para verificar escolhas.
  • 4ªetapa - Uma variação da atividade é entregar as poesias recortadas em versos ou em palavras e pedir que sejam ordenadas. Para dar conta da tarefa, a garotada terá de acionar os conhecimentos que possui sobre o texto, os procedimentos de leitura já adquiridos e utilizar pistas gráficas (letras iniciais, finais etc.).
Avaliação:

  • Registre suas observações sobre a participação dos pequenos: quais foram as pistas utilizadas e como eles justificaram escolhas. Anote também quais foram as suas intervenções mais importantes para a orientação da turma. Essas observações são fundamentais para o planejamento das atividades que virão a seguir.
Consultoria: Beatriz Gouveia, coordenadora do Programa Além das Letras, do Instituto Avisa Lá, e assessora em Educação, de São Paulo.


Leitura para a classe ( na alfabetização inicial):

  • O que é? A turma forma uma roda, e o professor lê em voz alta textos literários, jornalísticos, regras de jogos etc. Os gêneros devem variar para que o repertório se amplie. Além de contos de fadas, valem notícias que tratem de algum assunto de interesse de crianças. Também é imprescindível garantir a qualidade do material à disposição da meninada.
  • Quando propor: Diariamente.
  • O que a criança aprende: Os usos e as funções da escrita, as características que distinguem os gêneros e as diferenças entre o oral e o escrito. Ela se familiariza com a linguagem e os elementos dos livros ( que contam histórias), dos jornais ( que trazem notícias) e dos textos instrucionais (que incluem regras de jogos ou receitas culinárias).
Leitura para a classe (na continuidade):
  • O que é? Leitura de livros literários mais longos (podem ser selecionados capítulos inteiros, por exemplo) e textos informativos mais complexos. O objetivo é que a turma construa uma compreensão coletiva de cada obra.
  • Quando propor: Diariamente.
  • O que a criança aprende: Características de textos mais difíceis e de diferentes gêneros.
Leitura para aprender a ler (na alfabetização inicial):
  • O que é: A tentativa de ler listas ou textos conhecidos de memória (poemas, canções, e trava-línguas). Sabendo o que está escrito (nome de frutas, por exemplo), e possível antecipar o que pode estar escrito e confirmar por meio do conhecimento das letras iniciais e finais, entre outras formas.
  • Quando propor: Em dias alternados aos dias de atividades de escrita.
  • O que a criança aprende: O funcionamento do sistema de escrita. Além disso, ela compreende como acionar as primeira estratégias de leitura.


Leitura para aprender a ler (na continuidade):
  • O que é: O crescimento da autonomia. O estudante pode entrar em contato com diferentes gêneros para saber quando e como usá-los e, assim, aprender a buscar informações e a ler para estudar.
  • Quando propor: Em dias alternado aos de atividades de escrita.
  • O que a criança aprende: A compreender textos mais desafiadores. Durante a leitura, ela pode localizar e selecionar informações apoiando-se em títulos ou imagens e apontando o que é interessante.
Revista Nova Escola: Junho/Julho-2008 - Capa - O que e Como ensinar, Língua Portuguesa - Mais do que Letras, www.revistaescola.com.br

  • Quando fiz estágio na graduação do curso de Pedagogia e quando entrei em uma sala de aula do município pela 1ª vez ( sala de alfabetização), usei estes 2 livros como guia, eles me ajudaram muito, não trazem receitas prontas de como alfabetizar, mas tratam o assunto de forma clara e objetiva. O Guia Prático mostra várias formas de trabalhar com leitura inicial, com listas, textos literários, poemas e outros. Vale a pena comprar, o preço é bom, não é caro. tchau !!!! Zélia....

Sugestões de leitura sobre Alfabetização:
  • Guia Prático do Alfabetizador - Marlene Carvalho - Editora Ática.
  • Construindo A Leitura e a Escrita - Reflexões sobre uma prática alternativa em alfabetização. Maria Alice S. Souza e Silva; Editora Ática.


3 comentários:

  1. Olá, fico muito feliz quando encontro blogs interessantes para minha prática pedagógica. Seu blog é muito bom ficaria muito alegre se eu recebesse sua visita em meu simples blog. Lá vc encontrará mensagens, jogos, dinâmicas, atividades e lembrancinhas.
    WWW.EQUAT.BLOGSPOT.COM
    Estou esperando....

    ResponderExcluir
  2. Olá, Zélia. Sou estagiário do programa "mais educação" e procurei na internet possíveis práticas que me auxiliassem na condução das oficinas. Minha função é trabalhar "jornal", mas os educandos têm muita dificuldade em ler.

    Adorei suas sugestões de atividades. Me iluminaram bastante.

    Grato.
    Rodrigo Nicéas

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo seu trabalho!!!!!!!!!! Lindo demais amei!!!!!!! Bjssss...Professora nas séries iniciais Mato Grosso...

    ResponderExcluir

Olá, deixe uma mensagem para mim, comente sobre as postagens, ficarei feliz com as suas sugestões, elogios e críticas construtivas, beijos e até mais, Zélia.